História

Nossa HISTÓRIA

Nov 1940 Nasce a AMP
Nossa Fundação

Em 07 de novembro de 1940 nascia a Sociedade de Medicina de Pelotas, sua primeira diretoria tinha como presidente o Dr. Franklin Olivé Leite, juntamente com os colegas Drs. José Ottoni Xavier, Álvaro Osório, Orlando de Azevedo e Avelino Costa. Juntos, sonharam em formar uma entidade, com o propósito de congregar a classe médica e defender seus direitos. Nascia aí, a AMP.

Os primeiros encontros, eleições, e assembleias foram realizados no Salão de Honra da Biblioteca Pública e também em outro período, na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas.

1948
Um destaque na época - Congresso de Hidatidose

Em 1948 a Sociedade de Medicina de Pelotas organizou o Congresso de Hidatidose, que foi o evento mais importante da década nesta área. O congresso mobilizou pesquisadores de diversas regiões do Brasil e da Argentina, conferindo a Pelotas o título de referência no tratamento da patologia.  Havia chegado a hora da entidade possuir sua sede própria. Houve um esforço dos sócios que contribuíram com valores, adquirindo títulos de Sócios Proprietários.  O Governo Estadual contribuiu com um auxílio à época, que possibilitou a aquisição das salas do 11º andar do Edifício Itatiaia que estavam em construção. As mesmas foram adquiridas no dia 16 de agosto de 1956, na gestão do Dr. Orlando Corrêa Azevedo, Dr. Paulo Ribeiro e Dr. Guilherme Soibelmann. 

Em 1965, na gestão do então presidente, Dr.Guilherme Soibelmann, foi inaugurada a sede própria da Sociedade de Medicina, na rua XV de Novembro, 607, 11º andar, no centro da cidade. Durante a gestão do Dr. Paulo Möller (1967 a 1969) o auditório original foi ampliado, passando de 60 para 107 cadeiras.

Anos 60
As Faculdades de Medicina

Na década de 60 os médicos da Sociedade de Medicina tiveram papel fundamental na implantação das faculdades de medicina em Pelotas, tanto a Universidade Federal como a Universidade Católica, onde muitos deles eram docentes destes cursos. Com a finalidade de despertar a consciência de classe nos universitários, nos anos 60, ainda foi  criado o prêmio “Sociedade de Medicina de Pelotas”. Este prêmio criado  na gestão do Dr. Salvador Ferreira consistia em um diploma e o alguns mil  cruzeiros para o acadêmico com o melhor trabalho científico. Em seu segundo mandato, o Dr. Salvador Ferreira (1979-1981) desejava construir uma nova sede, contando com mais espaço e também conforto. Pensando nisso, em 1979, adquiriu-se um terreno situado a Avenida Adolfo Fetter, 2102. A Sociedade vivia em constante renovação. E em agosto de 1980 foi editado o primeiro número do jornal TRIBUNA MÉDICA. O jornal lançado na gestão do Dr. Salvador Ferreira, contava com a colaboração  dos colegas Dr. Carlos Roberto Lauffer, Dr. Antonio Cesar Borges, Dr. Saul Katz, Dr. Alípio Coelho e Dr. Carlos Appel da Silva. A edição continha notícias e atualizações científicas: o primeiro exemplar apresentava a tomografia computadorizada à classe medica, outro número estampou na primeira página o “primeiro Transplante de Rim em Pelotas”, em 1981.

1999
Uma Mulher na Presidência

Ao final dos anos 90, chegou a presidência a primeira mulher presidente. Dra Gislaine Silveira de Vargas, que ocupou o cargo de 1999 a 2003. Sua gestão foi marcada pela reforma das instalações da AMP, tornando-a mais confortável e climatizada. Durante sua gestão ainda comemoramos os 60 anos da Associação Médica de Pelotas  juntamente com o do Dia do Médico. Na ocasião, Dr.  Franklin Olivé Leite  foi homenageado. Uma placa contendo os nomes dos presidentes foi fixada na entrada do novo auditório.

2003
A Identidade da Evolução

A Sociedade de Medicina de Pelotas teve sua denominação alterada para Associação Médica de Pelotas, conforme novo código civil, em 2003. Neste ano a Dra. Ada Lygia Pinto Ferreira assumiu o cargo de presidente, permanecendo nele por duas gestões. Destacou-se como uma mulher empreendedora que entre outras inovações, modernizou o auditório, criou a Carteira do Associado que possibilitava ao sócio obter descontos em várias empresas de Pelotas, como postos de gasolina, cinemas, padarias, entre outros. Também idealizou o primeiro site da associação, colocando-a a disposição do associado em 2005 e fez a primeira reforma no Estatuto da Associação Médica.

2010
70 ANOS DA AMP

Chegamos aos 70 anos no ano de 2010, na gestão do Dr Mauro Umpierre, com um grande evento realizado em 23 de outubro de 2010 no qual foram homenageados todos os ex-presidentes da Associação Médica com um troféu confeccionado exclusivamente para a data e entregue a eles e seus representantes. Nesta gestão, a logomarca com a ajuda dos associados através de votação via internet, foi renovada e renominada. Também foi reformulada a página virtual da AMP, possibilitando a visualização de palestras ocorridas na sede, notícias da área médica e eventos sociais efetuados, através de senhas individuais.

2020
VIÉS CIENTÍFICO

A nova década começa com a gestão do Dr. Nelson Duarte a reativação dos Departamentos de Neurologia e Neurocirurgia e também de Medicina do Trabalho. O Facebook se consolida como ferramenta de comunicação em massa e a AMP ganha um perfil próprio com o objetivo de ampliar ainda mais a comunicação com os seus associados. A divulgação de artigos científicos entre os associados ganha espaço e se consolida, trazendo com força o viés das atividades científicas. A nova gestão, conduzida pela Dra. Norma Xavier Souto aconteceu entre 2014/2017 e posteriormente entre 2017/2020 e foi marcada por diversas atividades sociais. Neste período surgiu o projeto “A Evolução da Medicina em Pelotas – do Ontem para o Amanhã”, liderado pelo médico José Raymundo, com o objetivo de dar luz à história da medicina em Pelotas, unindo passado e presente. Foram criadas nesse período as Ligas Acadêmicas da AMP, semeando um espaço frutífero para conexão entre os jovens e o associativismo. O ano de 2020 foi marcada pela chegada da pandemia de Covid-19, e a maior crise sanitária do século e a AMP se engajou em campanhas de apoio aos hospitais de Pelotas.