Input your search keywords and press Enter.

CREMERS lança nota de repúdio à iniciativa do Ministério da Saúde

Em nota, o Conselho Regional de Medicina do RS expõe a posição da entidade e de seu presidente, contrária à iniciativa do Ministério da Saúde de autorizar enfermeiros a praticar atividades exclusivas da medicina. “O objetivo da proposta é baratear o custo do atendimento e dificultar ainda mais o acesso das pessoas carentes ao médico”, diz Eduardo Trindade.

Segundo a Folha de SP, o governo deve lançar ainda neste ano autorização para que a enfermagem possa solicitar exames, realizar consultas e prescrever alguns remédios no SUS. As atividades são respaldadas por lei federal, mas enfrentam resistência dos conselhos médicos.

proposta envolve a elaboração de novos protocolos de enfermagem e foi inspirada em experiências que já vigoram em outros países, como Reino Unido e Canadá, e em alguns municípios brasileiros.

Leia abaixo a nota do CREMERS.

“O Cremers repudia a iniciativa do Ministério da Saúde de delegar a triagem de câncer de mama e colo de útero aos enfermeiros na atenção primária. Na busca do governo por economia, o médico vem sendo cada vez mais afastado do atendimento no SUS, e quem paga essa conta é sempre a população mais pobre.

O Cremers reconhece o valioso trabalho dos enfermeiros e demais profissionais das equipes multidisciplinares, mas o Ministério parece querer usar as prerrogativas conferidas a esses profissionais em âmbito de equipe como subterfúgio para tirar do médico as prerrogativas conferidas por lei.

Para o presidente do órgão, Eduardo Neubarth Trindade, o objetivo da proposta é baratear o custo do atendimento e dificultar ainda mais o acesso das pessoas carentes ao médico.”

(Equipe do Site)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *