Input your search keywords and press Enter.

“Agradeça aos agrotóxicos por estar vivo” diz autor de livro da Record

Taí um livro que vai surpreender aqueles que juram que agrotóxicos matam e que churrasco de melancia é o máximo. “Agradeça aos agrotóxicos por estar vivo”, do jornalista Nicholas Vital, é uma pedra no sapato dos defensores incondicionais da comida orgânica. Baseado em dados reais, e não em achismos ou preconceitos, Vital garante que espalhar medo é a principal arma da indústria dos orgânicos para ganhar mercado. E este seria seu único interesse: fazer dinheiro vendendo o discurso da comida saudável.

 Longe de discutir questões de paladar, Nicholas se debruçou sobre informações oficiais para mostrar que não, a produção de alimentos orgânicos não é suficiente para alimentar o planeta; que o movimento natureba é um nicho de mercado que só beneficia muito pouca gente; e que nada mostra que os defensivos agrícolas são venenosos para o ser humano. Pelo contrário, orgânicos que primam pela sua “pureza” são até capazes de matar – como ocorreu na Alemanha em 2011, graças a uma intoxicação alimentar pela bactéria E. coli.

 No livro, Vital provoca: “Esqueça o noticiário e responda rápido: você conhece, ou ao menos já ouviu falar, de alguém que tenha ido a um hospital por ingestão de resíduos de agrotóxicos em alimentos convencionais? Mesmo que seja um primo do irmão do amigo do vizinho? Aposto que não.”

 O mundo, portanto, não pode abrir mão dos agroquímicos – e Nicholas Vital mostra por quê. Sem medo de provocar um setor barulhento do mercado de alimentos, ele lembra que 99% dos consumidores no Brasil preferem os alimentos convencionais e estão certos.

 “Agradeça aos agrotóxicos por estar vivo” chega às livraria neste mês de julho.

 Nicholas Vital é jornalista com passagens por algumas das maiores revistas de economia e negócios do Brasil, como Exame e Isto É Dinheiro. Venceu o Prêmio Abril de Jornalismo na categoria Economia em 2012 e ficou entre os finalistas na mesma categoria em 2011.

(Nelson Vasconcellos, Departamento de Imprensa Record)

One Comment

  • Adriana Pontes disse:

    “Nicholas se debruçou sobre informações oficiais para mostrar que não, a produção de alimentos orgânicos não é suficiente para alimentar o planeta ; que o movimento natureba é um nicho de mercado que só beneficia muito pouca gente”
    ( SE DEBRUÇOU BEM POUCO! NEM SE JUNTAR ALIMENTOS ORGÂNICOS QUE REALMENTE NÃO TEM UMA PRODUÇÃO DE GRANDE ESCALA COM OS CONVENCIONAIS DE ESCALA INFINITAMENTE MAIOR, NÃO IRÁ ALIMENTARÁ O PLANETA! A DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS É UMA QUESTÃO POLITICA E NÃO PRODUTIVA! MUITO OUSADO SAIR EM DISCUSSÃO DE UM TEMA QUE NÃO SEJA DE SUA FORMAÇÃO E PIOR AINDA DIFUNDIR INFORMAÇÕES TENDENCIOSAS E DE POUCO EMBASAMENTO QUE JÁ SE IDENTIFICA NA PRIMEIRA PÁGINA DO LIVRO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *